TEMPO ROUBADO (2012)

TEMPO ROUBADO

A dança rouba conceitos da música e transcreve seus recursos interpretativos no corpo. Os intérpretes (bailarinos e músicos) trabalham sobre a elasticidade do tempo, preenchida de afetos e memórias. Com humor e dramaticidade, o espetáculo traz o imaginário do tango, que serve como tessitura dramática e musical.

O termo musical tempo rubato representa alterações no ritmo esperado de uma melodia por um intérprete, em que o tempo foi roubado de uma nota e devolvido a outra. É uma forma de ênfase. Deve surgir espontaneamente, não pode ser calculado, e deve ser totalmente livre. Estas modificações aceleram ou retardam o andamento de uma peça para tornar a música mais expressiva e natural. O tempo roubado está constantemente presente no tango, dança e música.

Este slideshow necessita de JavaScript.

concepção e direção Ramiro Murillo e Natalia Mallo
colaboração dramatúrgica Claudia Vasconcellos
colaboração coreográfica Morena Nascimento
elenco Gisele Calazans, Natalia Mallo, Ramiro Murillo e Rui Barossi
preparação contato Gisele Calazans
preparação tango Margareth Kardosh
iluminação Marisa Bentivegna
produção HARU produções

contato |    haruproducoes@gmail.com    11 98396 9530

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s